terça-feira, 6 de novembro de 2007

porque a vida segue.

E tem gente que não gosta de Martha Medeiros. Eu aprecio muitas coisas que ela escreve, assumo que gosto e me identifico um monte:

Gostar de alguém é função do coração, mas esquecer, não. É tarefa da nossa cabecinha, que aliás é nossa em termos: tem alguma coisa lá dentro que age por conta própria, sem dar satisfação. Quem dera um esforço de conscientização resolvesse o assunto (...).

***
Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente.

***
Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Martha Medeiros

3 comentários:

Cacá BH disse...

oi camila!!! tb adoro martha medeiros... parece que tudo que ela escreve foi feitinho pra mim, sabe....
essa ultiam citação então, que vc colocou aqui, sobre a saudade...
nossa, perfeito!!!
beijos...

Alec disse...

Sinceramente, eu j� ouvi esse nome, mas n�o consigo associar a onde, quando ou com quem. E nem a conhe�o suficiente para dar qualquer opni�o cr�tica sobre. Mas esses trechos s�o realmente muito tocantes, descrevem bem e de forma bem simples.

clara disse...

ah menina, tb nunca vi não... pra ser sincera, descobri semana passada e já estou encantada. rs

(claro que pode ué!)

bjs pra ti