domingo, 11 de novembro de 2007

mudando o disco

Se tem uma coisa que eu não suporto é gente que se torna repetitiva, fala sempre as mesmas coisas, e não percebe o quanto isso é chato para as pessoas que convivem com ela.

E, de repente, pelo momento de turbulência atual (que já estou vivendo há um bom tempo, é verdade) eu posso estar fazendo igualzinho, repetindo sempre a história de amor + apego + carência + deu + no + que + deu + lamentos + lamentos. Por isso, ainda que eu queira colocar mais coisas pra fora, porque ainda há muito que passei e que senti que pode ser verbalizado, vou tentar me conter e sair da rota do sentimentalismo barato. Afinal, a idéia deste blog nunca foi ser um mural de recados, muito menos o muro das lamentações de um amor imenso e não-correspondido.

Portanto, ficamos combinados, o tópico relacionamentos vai dar uma trégua aos parcos leitores. Sim, há muitos outros temas que povoam esta cabecinha, e que podem e devem parar aqui. Em breve, estrearemos uma nova -e espero- atraente programação.

7 comentários:

Ni disse...

Ô moça...
Cabe tanta coisa na vitrola! Cabe Chico, cabe Tom, cabe Cartola, cabe até Camila cantando. E se cabe o mundo, todos os pensamentos e vivências e dores e sorrisos e amores cabem aqui também.
E eu sei que há muita coisa dentro dessa cabecinha. Sei que, às vezes, o amor não dá tempo pra que a gente distancie o corpo - e a mente - do coração. E quando não dá, escreve! Escreve mesmo, que botar coisas lindas e inteiras pra fora é boniteza demais.

Venham as letras que vierem, eu te desejo muito sentimento nos próximos textinhos que virão!

Uma beijoca, um abraço e umas flores Poulains,
Nina. :)

Prosa & Verso disse...

Camila, minha querida
É tão maravilhoso viver uma grande paixão! E é um privilégio tão grande, que jamais, em qualquer circunstância, se torna repetitivo. Adoraria poder estar ao seu lado e escutar, muitas vezes, você me contar sua história de amor.
Viva-a intensamente enquanto durar a emoção.
Beijo da
Maria Lúcia

disse...

É sempre bom mudar o rumo da prosa, mas relacionamentos, sentimentos, bem sucedidos ou não, correspondidos ou não, sempre renderam boa literatura.

Bjs amelísticos, moça.

Doutroladodomar disse...

Oi, Camila...Identifiquei-me com tuas palavras. Olha, o espaço é teu... se tens vontade de botar pra fora, manda ver, se quer resguardar-se um pouco, faça-o, mas sempre de acordo com o teu termômetro interno, aquele lá..dentro do peito. Volto. Bj

Cacá BH disse...

oi camila....
bom, tb ando um tanto repetitiva em meus desabafos do tema estudo+pós+desemprego....
eu sei mesmo que a gente não fica legal assim neh... o bom mesmo é fazer isso que estamos fazendo... pensar em outras coisas, verbalizar sobre outros temas....
que uma hora a gente esquece as coisas ruins....
beijos!!
boa semana!!!

Ju disse...

boa, garouta!!!
não sei pq, mas senti, mesmo à distância, que sua semana tava hard core.
posso estar errada, mas acho que foi uma semana de mais e muitas reflexões.
espero que a nova fase seja boa pra vc. mesmo.
bjo grande

disse...

Olá, menina! resposta às 3 coisas:

1. Que bom que tu gostaste. Tbm adorei o teu e vou linkar pra eu ter atalho pra chegar aqui. E claro que sim, pode add;
2. Moça, pode usar quantos textos meus quiser, sempre, nem precisa perguntar, só faço questão dos créditos, como disseste, e, aliás, como todo mundo que escreve. Eu assino os textos como Jô Oliveira. Então pode usar assim, tá?
3. Outro beijo na mão tbm. Acho fofíssimo bjs na mão. :-P

Apareça sempre, deixo um cafezinho pra vc na próxima. ;)

Bjs.