segunda-feira, 12 de maio de 2008

seria cômico se não fosse trágico

Se o post anterior foi viagem ou não de minha doida cabecinha eu não sei. As dúvidas persistem. Mas uma coisa é certa: parei de julgar as pessoas. Quem sou eu para julgar este ou aquele comportamento? Tenho lá minhas recaídas e desvios de rota, e não são poucos. rs

Mas esse aqui é real, muito real, está no zap.com.br/empregos, empresa dos jornais Estadão e O Globo:

JORNALISTA e Enfermeira. Mãe pede oportunidade de trabalho, para filhas maravilhosas recém-formadas. Tratar Tel.: 7838-XXXX.

Achei engraçado... Será que alguém vai se sensibilizar e dar um emprego às filhas da mãe (rs)? Agora falando sério, é triste ver uma mãe -desesperada, suponho- fazer um anúncio desses, não!? Afe. Tinha que ter uma jornalista no meio. Eita povo que não sabe se promover, nem ganhar dinheiro. Falo por mim também, claro, que a coisa tá feia por aqui, financeiramente falando. rs

Um comentário:

Ju disse...

Cara, que anúncio foi esse? Caraca, muito bom!! Mas melhor ainda foi a parte de não julgar os outros. Exercício difícil né? Mas dá pra chegar lá, dá sim.
Bjo!