segunda-feira, 28 de julho de 2008

...mas já não há mais tempo...

Estou tentando abrir um túnel na rocha bruta.
Eu sei, sei que é penoso.
Mas qual é a busca que em si mesma não traga sua pena?

Clarice Lispector

***

E eu continuo sumida, é verdade. Por 2 razões. A primeira é que agora não posso mais postar no horário de trabalho. A segunda é que aquela necessidade absurda de aparecer aqui, aos poucos, vai dando lugar a outras prioridades, outros gostos e formas de dizer. Mais belas e menos agressivas, talvez. Estou tentando entender o que se passa - se o momento do Belas Coisas Simples (que vai fazer um ano agora em Setembro) está acabando ou se é apenas vontade de se resguardar um pouco. Espero que seja a segunda opção, e eu volte a aparecer com mais freqüência. Em breve. Tudo isso porque eu não consigo ir muito além dos meus sentimentos, primncipalmente quando eles são tão intensos que tomam todo o pensamento, a casa e o coração. Monotemática até segunda ordem. Talvez seja ruim para quem ainda passa por aqui, mas pra mim está bom, viu... rs

4 comentários:

Ricarda Caiafa disse...

se está bom pra vc, então é isso que importa.. também não sei se com essa minha jornada vou poder atualizar sempre.... mas tamo aí neh....
beijossssssss

Pedrita disse...

eu não falo muito da minha vida no meu blog. mais das minhas atividades culturais. vc poderia deixar pra postar um poema por semana. assim não deixaria o blog, mas seria mais distante pra suas outras atividades. beijos, pedrita

Ju disse...

Espero que o resguardo te traga energia pra sentir e pra extravasar tb, mas só a parte que for necessária. Aí vc voltará pronta pra administrar blog, casa, coração, pensamento e tudo o mais. Torço sempre!

Macabéa disse...

acho que há tempo de escrever mais... e menos. beijokas.